Japinha, baterista do CPM22, lança livro na Bienal

Divulgação/Fotolog CPM22

O baterista deixou as baquetas de lado para escrever seu primeiro livro
15/08/2010 10:10 - Tiago Alcantara, do ClickCultural

Ele já foi escolhido três vezes o baterista dos sonhos pelo prêmio VMB da MTV e está na estrada há 15 anos com o CPM22. Porém, não é por causa de suas baquetadas que Ricardo Di Roberto, mais conhecido como Japinha, estará dando autógrafos neste domingo (15) na Bienal do Livro de São Paulo.

O baterista está lançando o seu primeiro livro Qual é a dele? O que você precisa saber pra entender os meninos na visão de um rock star . Na obra, o jovem músico dá dicas sobre o mundo dos garotos baseadas em suas colunas mensais em uma revista para voltada para o público teen. A nova carreira coincide com um novo começo de sua banda, que trocou de gravadora e que promete lançar um novo disco depois de um hiato de 3 anos, após o lançamento do álbum Cidade Cinza.

Saiba mais sobre a nova empreitada do músico e as últimas sobre o que todos os fãs querem saber, o novo álbum do CPM. Leia a entrevista abaixo:


ClickCultural - Japinha, você é um baterista reconhecido em todo o país, o que o levou a começar a escrever?

Japinha - Na verdade, por incrível que pareça, não fui eu que decidi começar a escrever. Fui convidado para escrever uma coluna mensal na Revista Atrevida com minhas opiniões sobre algumas questões polêmicas para as garotas. Daí, com o passar do tempo, os textos foram se acumulando (60 textos em 5 anos) e percebi que podia juntá-los e editá-los em um livro. Propus para a Editora Escala tal idéia e eles fizeram um acordo com a Larousse para lançar o livro.

ClickCultural - O livro é composto de dicas e material publicado na Revista Atrevida, existe conteúdo inédito na publicação?

Japinha - Sim, existe. Fizemos bastante coisa além dos textos. Além de dividirmos as colunas por capítulos (Namoro, Sexo, Família, etc.), inserimos algumas informações extras aos temas, como estatísticas, dicas de músicas ou filmes, ilustrações e também alguns textos a mais que fiz só para o livro.

ClickCultural - O CPM22 conta com um público composto em boa parte por jovens, o contato com os fãs ajudou na construção do seu livro ou você levou em conta apenas experiências pessoais?

Japinha - Ambas as coisas. Mas com certeza minhas experiências pessoais ajudaram mais na hora de escrever. O convívio com a banda, na estrada, por todos estes anos, me ajudaram a ilustrar minha vivência. Pude usar alguns exemplos nos capítulos, além de tudo que vivi na adolescência e até hoje.

ClickCultural - Ainda sobre o seu contato com os jovens, como você enxerga este papel de exemplo para a juventude? De alguma forma isto te incomoda?

Japinha - De certa forma acabamos servindo de exemplo, seja positivo ou negativo. Mesmo que não queiramos. Tudo tem seu preço. Servir de exemplo para outras pessoas é uma responsabilidade da qual eu tenho consciência e tento passar algo positivo, sabendo dela. Nem sempre conseguimos, pois ninguém é perfeito, mas só de tentar, já ajuda. O livro tem bastante deste tipo de reflexão, tento sempre passar mensagens boas.

ClickCultural - Você tem planos para um segundo livro abordando o tema ou com uma proposta diferente?

Japinha - Nada definido ainda. Não tenho certeza se escreverei outro livro. Mas não deixa de ser uma possibilidade. Se eu gostar dos resultados que este livro gerar, provavelmente pensarei com carinho nisto. Tem bastante gente me perguntando sobre isso ou mesmo pedindo um segundo livro já. Mas pretendo escrever sobre outras coisas também, caso isso aconteça mesmo.

ClickCultural - Quais são os planos do CPM22 para este segundo semestre de 2010? Vocês já lançaram o single 10 mil vozes. Já tem previsão de lançamento do álbum?

Japinha - O CD já está quase “no forno”. Estamos terminando de gravar a última parte dele, as vozes. A previsão é meio incerta porque talvez mixemos ou masterizemos o CD no Exterior e isso pode demorar um pouco mais. Mas acredito que dentro de dois a três meses teremos o disco.

Ficha Técnica
Qual é a dele? O que você precisa saber pra entender os meninos na visão de um rock star
Autor: Ricardo Japinha
Número de páginas: 112
Preço sugerido: R$ 19,90
Editora: Larousse do Brasil

Serviço – Sessão de autógrafos
21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Dia 15/8, domingo, a partir das 16h.

Comentar esta Notícia:
NomeComentário
Email 
   
Comentários
CEnHXdjJs9 - lr54b0zi4vv@hotmail.com

Keep it coming, wretsri, this is good stuff.

Mais Notícias
Click News

Assine nossa newsletter

Nome
E-Mail
Promoções

Séries de TV

De A a Z