Encontre Seu Artista:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Divulgação

Cacilda Becker


"A morte emendou a gramática.
Morreram Cacilda Becker.
Não era uma só. Era tantas”.
(Carlos Drummond Andrade)

Considerada uma das personalidades mais importantes da classe teatral brasileira e defensora da categoria na fase do regime militar de 1964, Cacilda Becker Yáconis nasceu em Pirassununga, interior de São Paulo e cedo conheceu as dificuldades da vida. Quando seus pais, Alzira Yáconis Becker e Edmundo Radamés Becker, separaram-se, ela e as irmãs Cleide, também atriz e Dirce ficaram com a mãe. Foram morar em Santos, e apesar da falta de recursos, Cacilda conseguiu estudar ballet e se formou professora. Mudou-se para São Paulo, mas foi trabalhar como escriturária numa firma de seguros.

Aos 20 anos, foi para o Rio de Janeiro disposta a iniciar a carreira de atriz e conquistou uma oportunidade no Teatro do Estudante, em uma montagem de Hamlet, dirigida por Paschoal Carlos Magno. Firmou-se profissionalmente já nessa época, 1941, na companhia de Raul Roulien. Junto com Laura Suarez, interpretou Trio em Lá Menor, de Raimundo Magalhães Jr.

Dois anos depois, Cacilda regressou a São Paulo. Fez rádioteatro para sobreviver, mas era no palco que ela mostrava a sua extraordinária capacidade de trabalho. Entrou para o Grupo Universitário de Teatro, fundado por Décio de Almeida Prado e participou de três montagens: Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente; Irmãos das Almas, de Martins Pena e Pequeno Serviço em Casa de Casal, de Mario Neme.

Voltou novamente ao Rio para trabalhar com Os Comediantes, grupo inovador no panorama teatral brasileiro. Dirigida por Ziembinski, participou da remontagem da peça Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues, em 1946, ao lado de Olga Navarro e Maria Della Costa.

Em 1948, o Teatro Nacional Popular, no Rio de Janeiro, foi fundado por Maria Della Costa, com Ziembisnky no elenco. Em São Paulo, Cacilda ingressou no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC). Também passou a lecionar interpretação na recém-inaugurada Escola de Arte Dramática de São Paulo (EAD).

Em 1948, protagoniza A Mulher do Próximo, texto e direção de Abílio Pereira de Almeida, um dos espetáculos inaugurais do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC). É a primeira profissional a ser contratada pela companhia. Está presente em quase todas as montagens do conjunto entre 1949 e 1955, com destaque para Nick Bar...Álcool, Brinquedos, Ambições, de William Saroyan, e Arsênico e Alfazema, de Joseph Kesselring, ambos dirigidos por Adolfo Celi, em 1949.

Em 1950, participa de A Ronda dos Malandros, de John Gay, espetáculo polêmico de Ruggero Jacobbi. Atua em Seis Personagens à Procura de Um Autor, de Luigi Pirandello, novamente dirigida por Celi, e A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas Filho, encenação de Luciano Salce, ambos em 1951.

No ano seguinte, está em Antígone, de Sófocles (1º ato) e de Jean Anouilh (2º ato). Em 1955, é antagonista de sua irmã, Cleyde Yáconis, em Maria Stuart, de Schiller, novamente com o diretor Ziembinski.

O TBC entrou em declínio a partir de 1955. Os diretores italianos que o fundaram regressaram à Europa, enquanto os atores mais famosos abriram suas próprias companhias. Cacilda fundou a sua, ao lado do marido e ator Walmor Chagas, de Ziembinski, e de sua irmã Cleide Yáconis, que também iniciara carreira no TBC e se firmava como atriz de talento.

O grupo encenou peças como Longa Jornada Noite Adentro, de Eugene O´Neill, e A Visita da Velha Senhora, de Durrenmatt. Atuou ainda em Quem Tem Medo de Virgínia Woolf, de Albee.

Com a nomeação de Abreu Sodré para o Governo de São Paulo, Cacilda assumiu a Presidência da Comissão Estadual de Teatro, em 1968. Durante sua gestão, fez grandes conquistas e participou ativamente na luta contra a ditadura. Sua frágil aparência contrastava com a garra com que defendia seus ideais, seus amigos e o teatro.

Voltou a representar, sob a direção de Flávio Rangel, na montagem de Esperando Godot, de Samuel Beckett, ao lado de Walmor Chagas e de seu filho Luís Carlos Martins, que estreava no teatro.

Em 6 de maio de 1969, durante uma apresentação, sofreu um derrame cerebral em conseqüência do rompimento de um aneurisma. Morreu aos 48 anos, depois de 38 dias em coma no Hospital São Luís, em São Paulo.

Em 30 anos de carreira, Cacilda encenou 68 peças, no Rio de Janeiro e em São Paulo; fez dois filmes (Luz dos Meus Olhos, em 1947 e Floradas na Serra, em 1954) e uma telenovela (Ciúmes, em 1966), na TV Tupi, além de outras participações em teleteatros na televisão. Foi Cacilda quem inaugurou o Teatro Municipal de São Carlos com a peça Esperando Godot, no começo de 1969.

Cacilda Becker já foi retratada como personagem no cinema e na televisão, interpretado por Camila Morgado na minissérie Um Só Coração, de 2004 e Ada Chaseliov no filme Brasília 18%, de 2006.

Cacilda Becker também foi homenageada na peça Cacilda! , escrita por José Celso Martinez Corrêa, e interpretada por Bete Coelho, posteriormente por Leona Cavalli. Em 2009, volta a ser homenageada pela Associação Teatro Oficina Uzyna Uzona na peça Cacilda!! , interpretada por Anna Guilhermina.

Cacilda Becker já foi homenageada na peça Revivendo Cacilda, atuada por alunos da Escola Estadual Professor Fernando de Azevedo, exibida no Teatro Municipal Brás Cubas em Santos, no dia 20 de outubro de 2009.

Filmografia
1954 – Floradas na Serra
1947 – Luz dos Meus Olhos

Espetáculos
Direção
1944 - Rio de Janeiro RJ - É Proibido Suicidar-se na Primavera
1950 - São Paulo SP - Os Filhos de Eduardo
1952 - São Paulo SP - Relações Internacionais
1955 - São Paulo SP - Os Filhos de Eduardo
1959 - Recife PE - Auto da Compadecida
1961 - São Paulo SP - Oscar
1965 - São Paulo SP - A Conspiração

Interpretação
1941 - Rio de Janeiro RJ - Dias Felizes
1941 - Rio de Janeiro RJ - 3200 Metros de Altitude
1941 - Rio de Janeiro RJ - Prometo Ser Infiel
1941 - Rio de Janeiro RJ - Patinho de Ouro
1941 - Rio de Janeiro RJ - Garçon
1941 - São Paulo SP - Trio em Lá Menor
1941 - São Paulo SP - Alguns Abaixo de Zero
1941 - São Paulo SP - Coração
1941 - São Paulo SP - Diana, Eu Te Amo
1942 - Rio de Janeiro RJ - Na Pele do Lobo
1943 - São Paulo SP - O Auto da Barca do Inferno
1943 - São Carlos SP - Pequenos Serviços em Casa de Casal
1943 - São Carlos SP - Os Irmãos das Almas
1944 - Rio de Janeiro RJ - É Proibido Suicidar-se na Primavera
1944 - Rio de Janeiro RJ - Que Fim de Semana!
1944 - Rio de Janeiro RJ - Pedacinho de Gente
1945 - São Paulo SP - Farsa de Inês Pereira e do Escudeiro
1945 - São Paulo SP - A Moreninha
1945 - São Paulo SP - A Culpa de Você
1946 - Rio de Janeiro RJ - Othello
1947 - Rio de Janeiro RJ - Terras do Sem Fim
1947 - São Paulo SP - Vestido de Noiva
1947 - Rio de Janeiro RJ - Não Sou Eu
1947 - São Paulo SP - Era uma Vez um Preso
1948 - São Paulo SP - A Mulher do Próximo
1949 - São Paulo SP - Arsênico e Alfazema
1949 - São Paulo SP - Ingenuidade
1949 - São Paulo SP - Nick Bar... Álcool, Brinquedos, Ambições
1950 - São Paulo SP - A Ronda dos Malandros
1950 - São Paulo SP - Os Filhos de Eduardo
1950 - São Paulo SP - A Importância de Ser Prudente
1950 - São Paulo SP - O Anjo de Pedra
1950 - São Paulo SP - Entre Quatro Paredes
1950 - São Paulo SP - Pega Fogo
1950 - São Paulo SP - Um Pedido de Casamento
1951 - São Paulo SP - A Dama das Camélias
1951 - São Paulo SP - Arsênico e Alfazema
1951 - São Paulo SP - Paiol Velho
1951 - São Paulo SP - Seis Personagens à Procura de um Autor
1952 - São Paulo SP - Antígone
1952 - São Paulo SP - Inimigos Íntimos
1952 - São Paulo SP - Relações Internacionais
1953 - São Paulo SP - Divórcio para Três
1954 - São Paulo SP - O Leito Nupcial
1954 - São Paulo SP - A Filha de Iório
1955 - São Paulo SP - Maria Stuart
1955 - São Paulo SP - Os Filhos de Eduardo
1956 - São Paulo SP - Gata em Teto de Zinco Quente
1956 - São Paulo SP - Divórcio para Três
1956 - Rio de Janeiro RJ - Maria Stuart
1957 - São Paulo SP - Adorável Júlia
1957 - Rio de Janeiro RJ - Santa Martha Fabril
1958 - Rio de Janeiro RJ - Jornada de um Longo Dia para Dentro da Noite
1958 - Rio de Janeiro RJ - O Protocolo
1958 - Porto Alegre RS - Santa Marta Fabril S. A.
1958 - Rio de Janeiro RJ - Pega Fogo
1959 - São Paulo SP - Os Perigos da Pureza
1959 - Salvador BA - A Dama das Camélias
1959 - Recife PE - Auto da Compadecida
1960 - São Paulo SP - Virtude e Circunstância
1960 - São Paulo SP - Em Moeda Corrente do País
1961 - São Paulo SP - As Almas Mortas
1961 - São Paulo SP - Raízes
1961 - São Paulo SP - Oscar
1962 - São Paulo SP - Terceira Pessoa do Singular
1962 - São Paulo SP - A Visita da Velha Senhora
1963 - São Paulo SP - César e Cleópatra
1964 - São Paulo SP - A Noite do Iguana
1964 - Rio de Janeiro RJ - O Preço de um Homem
1965 - São Paulo SP - Quem Tem Medo de Virgínia Woolf?
1966 - Monte Aprazível SP - O Homem e a Mulher
1967 - São Paulo SP - Isso Devia Ser Proibido
1969 - São Paulo SP - Esperando Godot
Click News

Assine nossa newsletter

Nome
E-Mail
Promoções

Séries de TV

De A a Z