Encontre Seu Artista:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Gal Oppido

Cássia Kiss


Cássia Kiss nasceu em 6 de janeiro de 1958, em São Caetano do Sul, São Paulo. É a filha caçula do mecânico José Kiss, iugoslavo descendente de húngaros, e da dona de casa Piedade Monteiro Kiss, e tem três irmãos. Foi aluna da Fundação das Artes, considerada uma das melhores escolas de música e arte da América Latina.

Aos 14 anos, trocou as aulas de formação musical pela escola de teatro dirigida por Silnei Siqueira. Chegou a matricular-se na faculdade de Matemática, embora quisesse prestar vestibular para História, mas optou de vez pelo teatro.

Iniciou sua carreira de atriz no teatro amador, integrando-se em um grupo que apresentava espetáculos na periferia e participava de festivais amadores. Durante dez anos, fez vários trabalhos em teatro, incluindo espetáculos infantis em escolas.

Foi convidada pelo diretor Ulysses Cruz para integrar a sua companhia amadora, substituindo a atriz Haydée Figueiredo, na peça Alice, O Que Uma Menina Bonitinha como Você Faz num País como Esse, dirigida por Paulo Afonso Grisolli. Foi o primeiro passo para futuros trabalhos de maior peso, como a peça Coronel dos Coronéis (1980), de autoria de Maurício Segall, muito elogiada na época.

Fez sua estréia na televisão em 1979, na novela Cara a Cara, de Vicente Sesso, exibida pela TV Bandeirantes. Na trama, a atriz interpretou a empregada doméstica da personagem de Fernanda Montenegro. Ainda em São Paulo, também trabalhou em anúncios comerciais. Em 1981, mudou-se para o Rio de Janeiro, acompanhando o diretor teatral e marido Marcelo Souza.

Seu primeiro trabalho profissional no Rio foi no espetáculo Quem Governa o Rei? , do dramaturgo Maurício Abud, com direção de Paulo Afonso Grisolli. Nessa época, ela complementava o orçamento doméstico vendendo sanduíche – na praia e nas coxias dos teatros – e trabalhando na cozinha de um restaurante natural em troca de alimentação e dinheiro para condução.

Ainda no início de 1980, por intermédio do ator Luiz Armando Queiroz, fez um teste e foi aprovada para trabalhar no elenco do programa As Aventuras do Tio Maneco, da TV Educativa, dirigido e protagonizado por Flávio Migliaccio.

Cássia Kiss estreou na TV Globo em 1983, atuando em dois episódios de Caso Especial: Domingo em Família, adaptação de Euclydes Marinho da peça de Oduvaldo Vianna Filho, e A Bolsa ou a Vida, de Joaquim Assis.

No ano seguinte, fez o papel de uma freira na minissérie Padre Cícero, de Aguinaldo Silva e Doc Comparato, e, logo em seguida, foi convidada pelo diretor Wolf Maya para trabalhar na novela Livre para Voar, de Walther Negrão. Seu primeiro personagem de maior repercussão veio em 1985, na novela Roque Santeiro, de Dias Gomes e Aguinaldo Silva. Na trama, um dos maiores sucessos da teledramaturgia brasileira, a atriz interpretou a Lulu, mulher do negociante Zé das Medalhas.

Tornou-se ainda mais conhecida por sua atuação em Vale Tudo, de 1988, a novela de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Basséres que mobilizou os telespectadores em torno do assassinato da vilã Odete Roitman (Beatriz Segall). A surpresa veio no último capítulo da trama: a assassina era ninguém menos do que Leila, personagem de Cássia Kiss.

Em 1990, Cássia Kiss transferiu-se para a TV Manchete, onde trabalhou na novela Pantanal, de Benedito Ruy Barbosa, na qual interpretou Maria Marruá. No mesmo ano, voltou para a TV Globo, a tempo de protagonizar, ao lado de Victor Fasano e Cláudia Abreu, a novela Barriga de Aluguel, de Glória Perez. Na trama, a atriz viveu o drama de uma mãe que decide “alugar” a barriga de uma mulher mais jovem para realizar o sonho de ter seu filho.

Em 2001, também teve grande repercussão um de suas primeiras vilãs, a Adma da novela Porto dos Milagres, de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, pela qual recebeu o prêmio Contigo! de Melhor Atriz.

Em 2000, além do trabalho em novelas, voltou a participar de minisséries da TV Globo. Trabalhou em Um Só Coração (2004), de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira, em Mad Maria (2005), de Benedito Ruy Barbosa, e em JK (2006), de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira. Em 2009, Cássia Kiss viveu Mariana na segunda versão de Paraíso, de Benedito Ruy Barbosa.

Em 2007, revelou que sofre de bulimia e consegue manter a doença controlada desde a gravidez do primeiro filho. Disse também que sofre de transtorno bipolar, distúrbio psiquiátrico que faz a pessoa alternar períodos de depressão e euforia. Foi graças a essa bipolaridade que ganhou a fama de ser uma pessoa difícil.

Foi casada com José Alberto Fonseca, com quem tem dois filhos: Joaquim Maria e Maria Cândida. Desde 1996, é casada com o jornalista Sérgio Brandão, com quem teve mais dois filhos: Pedro Gabriel e Pedro Miguel.

Em 2008, completou 25 anos de trabalho na TV Globo. Sempre preocupada com as questões sociais, em 1989, participou de uma campanha do Ministério da Saúde sobre a prevenção do câncer de mama. Em 2006, foi madrinha da Semana Mundial do Aleitamento Materno, promovida pela Sociedade Brasileira de Pediatria e pelo Ministério da Saúde.

Em sua carreira no teatro, Cássia Kiss foi dirigida por Ulysses Cruz, Augusto Boal, José Possi Neto, Jorge Takla, entre outros.

No cinema, atuou em mais de 15 filmes, entre os quais: Memórias do Cárcere (1984), de Nelson Pereira dos Santos; Ele, o Boto (1987), de Walter Lima Jr.; A Grande Arte (1991), de Walter Salles; e Bicho de Sete Cabeças (2000), Laís Bodanzky, quando ganhou o Trofèu Passista de atriz coadjuvante no Festival de Recife e o prêmio Qualidade Brasil 2001 de Melhor Atriz. Em 2008, atuou em A Festa da Menina Morta, primeiro longa-metragem do ator Matheus Nachtergaele.

Filmografia
2010 – Chico Xavier
2010 – Os Inquilinos
2008 - Chega de Saudade
2008 - A Festa da Menina Morta
2008 - Meu Nome Não é Johnny
2007 - Não por Acaso
2006 - Ódiquê?
2006 - Tapete Vermelho
2001 - A Hora Marcada
2001 - Bicho de Sete Cabeças
2001 - Condenado à liberdade
2000 - O Circo das Qualidades Humanas
1991 - A grande arte
1987 - Alta rotação
1987 - Ele, o Boto
1987 - O país dos tenentes
1984 - Memórias do cárcere

Novelas
2007 - Eterna Magia (Zilda)
2006 - Cobras e Lagartos (Henriqueta/Teresa)
2004 - Um Só Coração (Guiomar Penteado)
2003 - Agora é Que São Elas (Luísa)
2002 - Sabor da Paixão (Cecília)
2001 - Porto dos Milagres (Adma Guerrero)
2000 - Esplendor
1998 - Pecado Capital (Eunice)
1997 - Por Amor (Isabel Lafayette)
1996 - Quem é Você (Beatriz)
1993 - Fera Ferida (Ilka Tibiriçá)
1990 - Barriga de Aluguel (Ana Paranhos de Alencar)
1990 - Pantanal (Maria Marruá)
1988 - Vale Tudo (Leila)
1987 - Brega & Chique
1985 - Roque Santeiro (Lulu)
1984 - Livre para Voar (Verona)

Minisséries
2006 - JK (Maria)
2005 - Mad Maria (Amália)
1984 - Padre Cícero (Freira)

Seriados
2005 - Carga Pesada
2000-1992 - Você Decide

Teatro
Teatro
2009 – O Zoológico de Vidro
2000 - Últimas Luas
1993 - Mephisto
1991 - Pantaleão e as Visitadoras
1981 - Quem Governa o Rei?
1978 - O Coronel dos Coronéis
1973 - Alice, o que uma Menina Bonitinha como Você Faz num País como Esse
Click News

Assine nossa newsletter

Nome
E-Mail
Promoções

Séries de TV

De A a Z